Pimentel irá ampliar regionalização do turismo de Minas Gerais

Pimentel vai dar continuidade ao programa estadual de turismo, que promoveu o desenvolvimento e crescimento do setor com a regionalização. Vai ampliar o programa Mais Gastronomia, eleito o segmento mais atraente do turismo mineiro. Vai democratizar o acesso, ampliar os fluxos turísticos e valorizar a história, a tradição e as riquezas de Minas Gerais.

 

O próximo mandato de Fernando Pimentel irá ampliar os projetos de regionalização e valorização dos segmentos turísticos do Estado de Minas, a história, a riqueza, o patrimônio cultural, a gastronomia a cultura, o artesanato, a música e a tradição. Desde sua implantação, o programa estadual de turismo obteve um resultado importante, com o aumento no fluxo de turistas em Minas Gerais neste primeiro mandato, de 14%, e de 6% na receita. “Vamos dar continuidade ao programa estadual de turismo, que promoveu o desenvolvimento e crescimento do setor com a regionalização. Vamos ampliar o programa Mais Gastronomia, eleito o segmento mais atraente do turismo mineiro, e democratizar o acesso, ampliar os fluxos turísticos e valorizar a história, a tradição e as riquezas de Minas Gerais”, afirma Fernando Pimentel.

As cidades históricas de Minas Gerais atraem os turistas interessados em conhecer a história do Brasil, com várias cidades que fazem parte do patrimônio histórico e que preservam um rico acervo arquitetônico e artístico. Ouro Preto, Sabará, Mariana, Congonhas, São João Del Rei, Caeté e Tiradentes e Diamantina, para citar algumas, foram marcadas pelo ciclo do ouro, escravidão e ideais revolucionários como a Inconfidência mineira. Com o objetivo de alavancar o turismo no Estado, o governo de Fernando Pimentel realizou no primeiro mandato 46 Reuniões Técnicas de Alinhamento (RTAs), contemplando mais de 500 municípios. Estabeleceu o diálogo entre o governo e os municípios, visando ao fomento da atividade econômica nas cidades integrantes do circuito turístico, que passaram de 469 para 601. Hoje, Minas Gerais conta com 48 circuitos turísticos certificados pelo Governo.

 

VALORIZAÇÃO DA GASTRONOMIA, ATRAÇÃO TURÍSTICA DE MINAS GERAIS

Outra forma atraente de conhecer Minas é através da admirada gastronomia mineira, sob a influência dos indígenas, dos desbravadores paulistas, dos escravos africanos e da presença dos imigrantes portugueses, espanhóis e italianos.

Fernando Pimentel vai ampliar no próximo governo o programa Mais Gastronomia, lançado em 2017 com o objetivo de transformar a atividade em eixo de desenvolvimento, gerando emprego, renda e riqueza. Através do decreto 45.192/2017, o governo estabeleceu uma política de valorização da gastronomia mineira. “O programa Mais Gastronomia fortaleceu a culinária mineira, considerada fator determinante na escolha de Mina gerais como destino turístico, conforme pesquisas realizadas pela Secretaria de Turismo de Minas Gerais”, afirma Pimentel. No mundo, segundo a Organização Mundial do Turismo, a gastronomia é o terceiro segmento mais importante na escolha dos destinos de viagens.

O governo de Fernando Pimentel desenvolveu ainda o Mapa Gastronômico, destinado aos turistas e aos profissionais de agências de viagens. O guia destacou, na primeira edição, três eixos principais do turismo gastronômico: dos festivais de comidas típicas, das visitas aos produtores locais e dos roteiros de gastronomia. O guia do Mapa Gastronômico catalogou mais de 150 festivais no estado, que acontecem anualmente e promovem a tradição da culinária mineira. “Para os visitantes que desejam também conhecer de perto a produção dos produtos mineiros, vivenciar o dia do produtor rural, ou até mesmo tomar um café rural tipicamente mineiro, o guia oferece a visitação aos produtores locais, com mais de 120 atividades e estabelecimentos abertos para turistas. Além disso há 27 roteiros gastronômicos registrados”, afirma Pimentel.

 

FORTALECER O TURISMO ECOLÓGICO

Entre as belezas naturais preservadas do estado, destacam-se áreas a Serra do Cipó, a Serra da Canastra, onde está a nascente do Rio São Francisco, e o Santuário Nacional do Caraça, na Serra do Espinhaço.

Fernando Pimentel irá ampliar a política de incentivo ao turismo ecológico, destacando o grande o potencial do segmento de turismo de natureza em Minas Gerais.

O turismo ecológico é o segundo segmento na preferência dos turistas que visitam Minas Gerais.  O novo mandato de Fernando Pimentel irá dar continuidade ao projeto de fomento ao Turismo nos Parques, iniciado em 2017 e desenvolvido em parceria com o Instituto Estadual de Florestas – IEF e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade – ICMBIO. O projeto tem como objetivo aumentar o fluxo turístico em 17 unidades de conservação do Estado, por meio da melhoria dos serviços e da estrutura e do impulso à promoção e comercialização destes destinos.

 

FORTALECER O TURISMO RELIGIOSO

Fernando Pimentel vai dar continuidade ao fortalecimento do turismo religioso de Minas Gerais, o Caminho Religioso da Estrada Real (CRER), que liga o Santuário Nossa Senhora da Piedade ao Santuário de Aparecida, em SãoPaulo, passando por 32 municípios mineiros e seis paulistas, num percurso de mais de mil quilômetros, que começou a ser implantado.

Em Minas, a rota já está toda sinalizada para que o peregrino possa se orientar com

segurança. Totens instalados em locais estratégicos indicam as direções e placas

de sinalização apresentam o mapa geral do caminho, identificando os municípios do percurso.

Nos últimos anos, as estruturas físicas foram implantadas pela Secretaria de Turismo, totalizando a instalação de 22 quiosques, 38 paraciclos, uma escada de acesso, três passarelas, 64 placas informativas, 1.771 totens indicativos, 119 placas de advertência para os motoristas.

Outro projeto a ser ampliado é o Vem Passarinhar, que até o fim deste ano terá cinco ações. Com o objetivo fomentar o turismo nos parques estaduais de Minas Gerais, um grupo de mais de 30 pessoas percorreu, por exemplo, cerca de 4 km do Parque Estadual Mata do Limoeiro. Durante o evento foram avistadas 70 espécies.

Com mais de 1.900 espécies, o Brasil é um dos principais destinos para observadores de aves do mundo todo e cada vez mais brasileiros se tornam praticantes. Outros parques visitados pelo projeto foram o Parque Nacional Cavernas do Peruaçu, Parque Estadual Serra do Intendente, Parque Estadual de Nova Baden. Ainda neste ano o projeto visita o Parque do Brigadeiro e o Parque Nacional do Caparaó.

 

TECNOLOGIA E MÍDIAS DIGITAIS

Para divulgar toda a diversidade de destinos que o Estado oferece, o governo de Fernando Pimentel criou o novo portal minasgerais.com.br. Considerada uma importante ferramenta de promoção e gestão para todos os agentes do setor, como secretarias municipais de turismo e agências de viagem, o portal será também uma plataforma para comercialização dos produtos.

Integrado ao portal Minas Gerais, a Plataforma Integrada de Turismo (PIT) também foi

lançada e passou a ser referência, uma vez que passou a ser ofertada aos estados como

uma grande ferramenta de fomento ao turismo nacional. Pioneira no segmento, a

plataforma tem como objetivo facilitar o planejamento e a promoção turística, permitindo

a gestão eletrônica dos municípios, por meio da metodologia do Inventário Turístico.

Além disso, o programa Minas Recebe habilitou 58 agências e operadores de turismo

receptivo apenas neste ano, contribuindo ainda a participação em 110 feiras e eventos

para promover Minas como destino turístico no Brasil e atrair novos visitantes.

 

ICMS PARA O TURISMO

No governo de Fernando Pimentel foi implementado um novo sistema para o ICMS

Turismo, a fim de agilizar e organizar toda documentação das cidades que solicitam

habilitação para repasses. De 2015 a 2017, o governo contemplou, em média, 244 municípios por ano com o ICMS Turismo. O valor médio repassado anualmente foi de R$ 8,3 milhões.

 

POLÍTICA ESTADUAL DE TURISMO

A lei aprovada pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais em 2017, que instituiu a política estadual de Turismo, foi essencial para a implantação de mecanismos destinados ao planejamento, desenvolvimento e estímulo do setor, além de democratizar o acesso ao turismo, reduzir as disparidades sociais e econômicas de ordem regional, ampliar os fluxos turísticos, propiciar a prática de turismo sustentável, descentralizar e regionalizar o turismo, dentre outros.

A lei que criou o Sistema Estadual de Turismo terá a missão de propor planos, programas, projetos e ações voltadas para o turismo no estado e para a melhoria contínua da política pública. Além disso, visa reconhecer os circuitos turísticos como representantes da política de regionalização e institui legalmente o Observatório do Turismo de Minas Gerais.

 

CADASTUR

Beneficiando toda a cadeia produtiva do turismo, governo de Fernando Pimentel, através da Secretaria do Turismo em parceria com o Ministério do

Turismo (MTur), alimenta o sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam

no setor de turismo, o Cadastur. Além de garantir vantagens e oportunidades de negócios aos seus cadastrados, o sistema é também uma fonte segura de consulta para o

turista que pretende visitar Minas Gerais. Em abril de 2016, o governo de Fernando Pimentel criou cadastro itinerante, conhecido como Cadastur Itinerante, que

permite atualizar e cadastrar “in loco” o maior número de empreendimentos e prestadores de serviços. Graças a essa iniciativa, aliada à campanha

Hospedagem Legal, o número de cadastros subiu 63% nos últimos quatro anos, chegando a 3,904 milhões de cadastrados.

 

TURISMO DE NEGÓCIOS

Outro segmento importante na promoção da economia mineira é o turismo de negócios, com a realização de seminários, palestras, feiras, festivais e treinamentos, algumas atividades que movimentam as cidades e atraem turistas ao longo do ano.

Os municípios são polos industriais e empresariais, que possuem centros de convenções e rede hoteleira com infraestrutura para receber grande público. Foram promovidas 110 feiras e eventos, com 58 empresas participantes.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *